História

Há dezessete anos os trabalhadores da Seguridade Social realizavam importante greve com mais de noventa dias de paralisação. No dia 14 de outubro de 1988, na vanguarda de luta de classe, fundaram o SINDPREVS-PR, com objetivo de impulsionar a luta deste setor. Muitas lutas se passaram deste então, e a importância desta entidade está na organização dos trabalhadores do Ministério da Saúde, (EX-INAMPS, FUNASA e Vigilância Sanitária), Ministério do Trabalho e Previdência Social (INSS/MPS).

Ao longo destas duas décadas, estamos construindo um movimento sindical combativo, um sindicato firmado nos princípios de transparência e democracia, que assegura a participação dos trabalhadores na vida orgânica desta entidade. Como não lembrar das greves realizadas entre 1987 a 2004, que trouxeram imensas conquistas aos trabalhadores da Seguridade Social, como PCCS, às 30 horas de trabalho e a derrota de Collor com a reintegração dos disponíveis e demitidos e o seu impeachment. Foram tempos difíceis, enfrentamos e derrotamos Collor. A luta continuou com FHC, que impôs oito anos de congelamento salarial, além dos ataques perpetrados com a Reforma Administrativa.

Depois de trinta anos de ditadura militar e enfrentamento ao neoliberalismo, finalmente um trabalhador chegou lá, enfim Lula Presidente. Mas, como se despertássemos de um pesadelo, os ataques vieram com mais profundidade e força, para cumprir os acordos, que submetem o país aos banqueiros internacionais e ainda ao FMI, vem a parte da Reforma Previdenciária, transformando a vida dos servidores públicos nem verdadeiro suplício, tornando o ato de se aposentar num verdadeiro calvário.

A luta nos chamou e lá fomos nós. Embora a greve tenha se encerrado, a luta continua, porque jamais iremos aceitar que um governo eleito democraticamente pelo povo venha retirar conquistas dos trabalhadores para agradar a banqueiros sanguessugas que vivem a sugar o dinheiro público. Lutaremos até o fim: - para manter a aposentadoria integral; contra o desconto previdenciário dos aposentados e pensionistas; contra a redução das pensões; pela manutenção da paridade entre ativos e aposentados.

Realizamos em 2003 uma poderosa greve que paralisou a Seguridade Social de todo o país. Se for necessário, novamente deflagraremos outra luta para enfrentar este governo, que vem implementando um projeto que não inclui os trabalhadores. Conspirando com a corte palaciana, trama contra os movimentos sociais, ludibriando o povo com grande show de marqueteiros, transformando o país num grande picadeiro. A cada ato público, cria um factóide. Usa com maestria os ensinamentos de Maquiavel, que ensinou ao príncipe:



O povo precisa de pão e circo!



Isto sem falar na traição da reforma da Previdência e na falta de cumprimento dos acordos de greve.
Para enfrentar as lutas que se apontam neste cenário, precisamos fortalecer as organizações populares, as entidades de classe, e o SINDPREVS-PR se coloca nesta tarefa. Continuaremos mobilizando os trabalhadores pela permanente luta em defesa dos ideais nos quais construímos um sonho e nele acreditamos. A luta continua sempre!

a sindprevs

Há dezessete anos os trabalhadores da Seguridade Social realizavam importante greve com mais de noventa dias de paralisação. No dia 14 de outubro de 1988, na vanguarda de luta de classe, fundaram o SINDPREVS-PR, com objetivo de impulsionar a luta deste setor.

contato

sede ( londrina )
(43) 3321-3814

Rua Jorge Casoni, 2575
Londrina-PR

sub-sede ( curitiba )
(41) 3232-0400

Av. Marechal Deodoro, 500
Sala: 155 - Curitiba-PR

horário de funcionamentoSegunda à Sexta das 8h às 18h